Edições anteriores
2017 | Os fins da arte
O 13º. Congresso Internacional de Estética – Brasil, intitulado “Os fins da arte” visa pôr em relevo temas recorrentes na história da estética filosófica, elaborando a ambiguidade já constante no seu título, a saber, “fins” entendidos como finalidades, o que remete à discussão sobre os usos que a arte teve, tem e terá, e “os fins da arte” que remetem às inúmeras formulações da discussão sobre um possível término da arte, a partir da marcante página dos Cursos de estética de G.W.F. Hegel.
2015 | O trágico, o sublime e a melancolia
O 12º. Congresso Internacional de Estética – Brasil, intitulado “O trágico, o sublime e a melancolia”, tem por objetivo debater os elementos teóricos e de diversas ordens ligados aos conceitos de trágico, sublime e melancolia.
2013 | Gosto, interpretação e crítica
O 11o Congresso Internacional de Estética – Brasil tem em vista a discussão de três conceitos que se formaram (ou pelo menos se consolidaram) no ambiente iluminista europeu do século XVIII (e do início do XIX) – gosto, interpretação e crítica – e que chegaram a esse início do século XXI com potencial para a compreensão de fenômenos culturais contemporâneos e globais.
2011 | Imagem, imaginação, fantasia: 20 anos sem Vilém Flusser
,O 10º. Congresso Internacional de Estética – Brasil, intitulado “Imagem, imaginação, fantasia: 20 anos sem Vilém Flusser” pretende abordar alguns dos aspectos mais importantes do pensamento de Flusser, aproveitando a oportunidade para rememorar os vinte anos de sua morte (ocorrida em novembro de 1991).